A madeira pode ser usada para decoração e também na construção civil. Algumas pessoas optam pelo forramento de teto com madeira, mas poucos sabem como colocar forro de madeira.

O forro de madeira pode ser uma escolha interessante, sobretudo pela beleza e valorização do material natural.

Contudo, alguns cuidados precisam ser considerados, pois a madeira apresenta algumas restrições.

Neste artigo, vamos te explicar como funciona a instalação do forro de madeira, as vantagens e desvantagens dessa opção e quais são os cuidados necessários desse material.

Aproveite o texto e boa leitura!

Vantagens e desvantagens de colocar forro de madeira

O forro de madeira é uma opção que apresenta mais vantagens do que desvantagens.

A madeira é um material natural muito versátil para diversas decorações e projetos arquitetônicos. 

Por exemplo, a madeira vai bem em estilos rústicos, clássicos, luxuosos e provençais. Diversos tipos de decoração são beneficiados com o uso da madeira, pois ela costuma ir bem com a maioria deles.

Outro ponto importante é que a madeira, diferentemente do pvc e do gesso, muito utilizados em forros, possibilita fácil manutenção.

Podemos ainda citar o conforto térmico que a madeira é capaz de contribuir. É por esse motivo que imóveis em regiões mais frias são construídos com bastante madeira.

Além disso, para pessoas que buscam isolamento acústico, a madeira, embora não realize essa função completamente, tem muito mais a contribuir do que um simples, pvc, por exemplo.

Sem contar com diversos outros benefícios. Em resumo, as vantagens de colocar forro de madeira são:

  • conforto térmico;
  • isolamento acústico;
  • fácil manutenção e limpeza;
  • material versátil para decorações;
  • maior valorização do imóvel;
  • possibilidade de diferentes formatos;
  • elegância e beleza.

As desvantagens são bem menores em relação às vantagens. Podemos citar como desvantagem o valor, que pode ser mais caro do que outras opções convencionais.

Outra possível desvantagem é que o forro de madeira precisará de manutenção com uma certa periodicidade, isso porque o material natural precisa ser tratado com impermeabilizantes especiais e outros métodos.

A madeira não é uma grande amiga da umidade e das pragas e, por isso, é preciso evitar a sua instalação em áreas molhadas, como cozinha e banheiro.

Além disso, a madeira precisa ser melhor selecionada para evitar o aparecimento de pragas como o cupim.

Tipos de madeira mais utilizadas para forramento

Forro de madeira no teto, iluminado por luz de lâmpada

Como citado brevemente no tópico anterior, as madeiras precisam ser bem selecionadas, de modo com que as suas características naturais se adequem ao projeto.

Por isso, é preferível selecionar madeiras com alta densidade, comumente mais resistentes contra pragas e umidade.

De todo modo, mesmo as madeiras corretas precisam ser tratadas corretamente.

Abaixo explicaremos os principais tipos de madeiras para forro e também vamos destacar as suas características estéticas, para que a escolha seja adequada à sua preferência. Veja:

  • Cumaru: é uma madeira do norte brasileiro, conhecida por apresentar alta densidade. É utilizada não só em forros, como também em assoalhos, pergolados e decks. Ela é levemente resistente contra a umidade. É uma madeira de tom médio, que pode ficar mais alaranjada quando tratada;
  • Cedrinho: também da região norte do Brasil, é uma madeira leve e bastante utilizada na elaboração de móveis. É uma madeira clara;
  • Sucupira: a madeira Sucupira é bastante resistente e densa. É ideal para projetos em madeira que precisam de maior resistência, como forros. É uma madeira marrom-escura, com bastante marcas;
  • Ipê: a madeira de ipê pode ser encontrada nas ruas do Brasil, sobretudo no cerrado. É uma madeira dura, e por isso o seu acabamento exige maior esforço. Esteticamente é escura e de tons uniformes;
  • Garapeira: a madeira garapeira é encontrada na América do Sul. Tem como principais características a sua dureza e resistência contra cupins. A sua coloração é amarelada, em um tom castanho claro;
  • Tauari: também encontrada na América do Sul, é uma madeira macia e de densidade média. Por isso, precisa ser utilizada em ambientes internos e receber o tratamento adequado. É de cor clara;
  • Peroba Mica: a madeira de peroba é bastante densa, e por isso é utilizada na construção de móveis, em assoalhos e em forros. É uma madeira de tom médio, de marrom-acastanhado.

Como colocar forro de madeira?

O forro de madeira é instalado a partir da montagem de réguas fixadas com parafusos, pregos ou grampo de pinos na estrutura do telhado. É possível fazer essa montagem embutida ou aparente.

É importante verificar se as vigas e os caibros estão travados, com os tarugos também bem encaixados e nivelados.

O encaixe das madeiras ocorre de acordo com o projeto, sendo o mais comum a configuração macho-e-fêmea, em que as peças se contam uma parte mais estreita e um espaço de encaixe paralelamente.

Sendo assim, as peças são encaixadas lado a lado.

Vale ressaltar que a instalação do forro de madeira precisa ser realizada por profissionais qualificados.

O projeto precisa ser feito de forma segura e especializada, logo que muitas vezes o forro é colocado no teto. Caso a instalação seja incorreta, há risco da peça de madeira cair.

Exemplos de onde colocar forro de madeira

Cômodo com forro de madeira no teto. E, no chão, mobílias sobre tapete cinza, como poltronas, luminária, sofá em L e mesa de centro com um vaso de planta e revistas. Ao fundo, uma bancada com banquinhos, pia embutida numa parede com acabamento em madeira, além de dois fornos também embutidos na parede.

O forro de madeira é comumente instalado no teto, mas não é a única forma de realizar um forramento.

Os forros podem ser instalados:

  • na parede;
  • em estrutura metálica;
  • na laje;
  • no teto;
  • no beiral;
  • por baixo do caibro.

Qualquer uma dessas estruturas é beneficiada pela madeira, que atribui elegância e bom gosto ao ambiente.

Dicas importantes para quem vai instalar forro de madeira

Forro de madeira com lâmpadas penduradas

Existem alguns cuidados especiais que as peças de madeira maciça necessitam.

Primeiramente, o primeiro fator a se considerar é a escolha da madeira, que já citamos aqui quais são as mais recomendadas para esse uso.

A madeira precisa ser resistente a pragas e de alta densidade.

Ainda, é preciso tomar cuidado quanto ao local em que a madeira será instalada. É preferível não instalar forro de madeira em cozinhas ou banheiros.

O tratamento da madeira também deve ser correto. É importante aplicar impermeabilizantes e verniz no material.

Além disso, as manutenções precisam ocorrer com uma certa frequência. A depender da madeira, é preciso que anualmente as madeiras sejam revestidas com produtos especiais. 

A Parquet União é uma empresa que realiza projetos em madeira maciça em São Paulo há mais de 30 anos

Conheça os forros de madeira ripada da Parquet União, atribuindo assim mais valor, beleza e funcionalidade ao seu projeto! 

Conclusão

Para quem deseja entender como colocar forro de madeira, este artigo pode ter sido bastante útil. 

É importante entender que alguns processos não podem ser feitos manualmente por amadores, como a instalação do forro de madeira.

Por isso, reunimos aqui o processo de instalação e as principais madeiras para esse tipo de projeto.

Realize o seu orçamento com a Parquet União e obtenha um forro de madeira maciça de alta qualidade. 

A empresa ainda disponibiliza os serviços de manutenção, então você poderá contar com os mesmos especialistas durante a vida útil do forro, garantindo assim que o tratamento adequado continue sendo feito. 

Caso tenha gostado deste artigo, leia também: “Tipos de Piso de Madeira: entenda quais são eles e como escolher”

Confira o nosso blog para ler mais conteúdos relevantes sobre o uso de madeira maciça em projetos de arquitetura e construção civil!